segunda-feira, 29 de setembro de 2008

S

Segunda é um dia tão preguiçoso, e nesse dia quase nunca vou a academia, prefiro dormir até tarde, me refazer do fim de semana que é geralmente bem agitado. Contudo, esta segunda era extremamente diferente... eu ainda sentia a boca do R. em seu passeio pelo meu corpo, e a minha vontade de repetir a dose estava a cada hora aumentando.

Cheguei na academia e lá estava ele, junto a outros alunos, dando as orientações. Eu o observei por alguns minutos, antes que ele pudesse perceber minha presença... nossa, depois daquelas horas juntos eu podia apreciá-lo mais profundamente. Lembrei do seu membro rijo entre as minhas pernas, nas minhas mãos e dentro de mim, huum... suspirei. Ele me viu. Acenei com a cabeça e segui para a sala das esteiras [lá também ficam as bicicletas e os outros aparelhos aeróbicos].

Não sei se por falta de costume, ou porque é assim mesmo; mas a academia estava com bem menos alunos naquela manhã. Nunca fico sozinha na sala das esteiras, geralmente tem algumas meninas [ou senhoras] com quem converso, mas desse vez ficamos só eu e o mp4.

Depois de pelo menos meia-hora na minha corridinha da manhã, eu vejo que o R. se aproximando... em apenas um segundo meu coração palpitou, minhas mãos tremerão, minhas pernas bambearam e minha buceta enxarcou. Diminui o ritmo da corrida e passei apenas a caminhar, já estava suada, ofegante, excitada... ele veio com seu sorriso encantador:

- Bom dia! - disse ele me olhando de cima a baixo, apreciando
- Bom dia, professor! - eu ainda estava ofegante, apesar do ritmo moderado da caminhada agora. Ele continuou me olhando, me saboreando com olhos, pronto pra me devorar...
- É... eu queria saber... - chegou mais perto, me olhou nos olhos, e como quem sussurra perguntou - vai ter volta?
Quase que caio da esteira, fiquei nervosa, excitada, ou sei lá o quê. Quando dei por mim, ele já tinha me tirado do aparelho...
- Tá nervosa? - ele perguntou rindo
Sorri - não, só estava desantenta...
- Huum, então eu lhe tiro a atenção?
- Certamente - eu respondi mordendo os lábios
- Então vai ter volta! - ele afirmou [com tanta certeza!]
- Certamente - eu olhei em seus olhos e sorri, ele me empurrou na parede. Pegou meu seios como se fosse colher uma fruta, desceu com as mãos sobre a minha bunda e me pressionou contra seu corpo. Com aquela minha roupa apertada, e aquela sua calça folgada, deu pra sentir muito bem o seu pau duro, latente fazendo pressão em minha xana quente. Ele insinuou um beijo, mas não beijou... eu enlouqueci.
- Você é muito gostosa! - ele disse mordendo os lábios, me apalpando a bunda
- Você que é... quando terei um dia livre seu? - perguntei sedenta de tesão
- Hoje, agora...
- Agora?
- Sim - me pressionou com aquele cacete latente
- Mas você está trabalhando... - eu disse suspirando
- Eita é... - ele parecia realmente sedento, mas sabia bem ser engraçado e gostoso ao mesmo tempo. Eu sorri e ele disse:
- Hoje largo ao meio-dia, posso te pegar ou te encontrar em algum lugar... - colocou a mão por dentro da minha calça, tocou-me a buceta.
- Huuum, minha casa - cogitei, mas pensando bem... - digo, você me pega na praça que tem na Av. Beira Rio, perto da minha casa.
- Certo - ele meteu o dedo e me beijou a nuca ainda suada
- Certo - suspirei, enquanto ele me masturbava bem ali. Que loucura! Pensei! Mas excepcionalmente deliciosa. Ouvimos alguém chegando e quando dei por mim já tinha pulado numa das bicletas, enquanto ele lia minha ficha. O zelador apareceu e avisou que alguns alunos estavam procurando pelo R. Antes de sair, me olhou e acenou com a cabeça.

Estava certa que a minha, digo, nossa loucura me renderia uma tarde muito gostosa.

18 comentários:

  1. vi em um de deus comentários, alguém sugerindo que vc faça úm livro de contos eróticos! haha daria certo, sem dúvida. vc escreve muito bem. bjss

    ResponderExcluir
  2. concordo plenamente com a Marcella... menina, você é booooooaaaa!!!

    Nossa, delícia de história; imagino perfeitamente casa cena, seu sorriso de prazer, você mordendo o lábio inferior transbordando de felicidade...

    b.e.i.j.o.s.

    ResponderExcluir
  3. tô falando que a idéia de um livro seria uma ótima idéia!
    Eu simplesmente amo contos eróticos.

    sabe...sobre o meu post, o carinha não quer nada sério. Mas dia 11 estarei de partida par asoa paulo ao encontro dele, quem sabe o próximo conto não será o meu!!! rsrsrs
    brincadeira!!! não tenho coragem já que todos que me conhecem leem meu blog.

    mas parabéns por mais um post magnifico
    guapinharj.blog.terra.com.br

    ResponderExcluir
  4. Tô adorando...
    Cada vez que leio fica o gostinho de quero mais.
    Sempre por aqui...
    Um xero!

    ResponderExcluir
  5. P E R F E I T O!!!

    não existe palavras para explica a não ser essa... bom...
    agora estarei no aguardo do livro rsrs

    ResponderExcluir
  6. Laninha-Lima, Obrigada! Não consegui acessar seu perfil :(

    ResponderExcluir
  7. Tenho quer parar de ler contos eróticos bons, como os seus, antes do café da manhã.

    Afinal, quantas cidades no Brasil têm "Avenidas Beira-Rio"?

    Você é gaúcha?

    Abraços.

    Enfil

    ResponderExcluir
  8. Oi Linda!
    Eu sei que vc já é fã dos maldosas... hehehe, então vim divulgar um outro blog meu onde escrevo contos. Sem chances de competir com os seus... mas se quiser dar uma olhada...

    http://historiasdamarcy.blogspot.com

    Um xero!

    ResponderExcluir
  9. tenho um presente no meu blog para você
    beijaooooo

    guapinharj.blog.terra.com.br

    ResponderExcluir
  10. esse flirt tá dando "liga"!!!
    que delícia...

    linda, bjs!

    ResponderExcluir
  11. A vida , bem vivida é uma imensa loucura.
    Apareça
    Maurizio

    ResponderExcluir
  12. ê, vi que gostou mesmo do selinho!!
    e agradeço a força!
    beijos Rafa

    ResponderExcluir
  13. Amei!!!

    Muito bom memso.

    E quando escrever o livro vou querer um exemplar

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. gostei mesmo muito! parabéns...
    visita-nos e tem SONHOS SUAVES...

    ResponderExcluir